Conversas Quadradas Nº3 - A ilusão do Refinamento


Cabeçada no Fim de Semana


Nesta sexta-feira acabo as horas
De labor semanal com uma brutal
Dor de cabeça. Vou-me sem demoras
Partir o resto da cabeça ali para o quintal
Que não tenho, junto do monte em forma de vale.


Sou um anormal gajo banal!
Sou um comum gajo que vale
Aquilo pelo que todos se compram e vendem.
Só quero aquilo que ainda me falta saber querer
Para poder ter o que nunca saberei se conseguirei definir.
Um dia a sensação de não saber há de vir.
Até lá vou-me aliviando no fim de semana.
Pode ser que depois de Domingo venha Sábado.
Pode ser que comece tudo ao contrário para ficar igual,
E comece a semana com uma dor de cabeça descomunal.